quinta-feira, 31 de março de 2011

Dando nome aos bois

Quem acompanha o blog sabe que eu não sou chegada a polêmicas, nem discussões. Não uso esse espaço para denúncias, nem reclamações, nem nada que gere atrito.
Comecei o blog apenas para postar fotos dos meus amadinhos e poder contar as gracinhas deles, ainda que ninguém lesse. Naquela época eu era uma pessoa normal, que tinha apenas três gatos e entendia muito pouco do assunto, apenas o suficiente para cuidar deles.
Bom, o tempo passou, hoje tenho 9 gatos na minha casa, entre os meus e os temporários, ajudo a ONG 4 Patinhas como voluntária e até uso o blog para falar da ONG, divulgar alguns animais para adoção.
Mas o que eu quero falar hoje aqui é o seguinte: vamos dar o nome certo para as coisas. Canso de ver por aí as pessoas usando o termo eutanasiar de uma forma absolutamente equivocada. Tudo bem que tem os desavisados, mas tem muita protetora que usa errado também.
Outro dia no Facebook uma moça contava que estava na sala de espera de uma clínica veterinária e chegou um senhor com um poodle. O cãozinho brincou com ela e logo entrou. Depois ela perguntou para o veterinário o que o cãozinho tinha. E a resposta: "ficou velho, fazia xixi fora do lugar, o dono trouxe para eutanasiar". A moça contou isso muito chocada. E é claro ela não tinha nada com a história.
Só quero lembrar o seguinte, eutanásia é o termo usado para abreviar uma vida em sofrimento, quando todas as possibilidades de tratamento foram esgostadas. Levar um animal para uma clínica veterinária e dizer que quer "eutanasiar" porque ele agora está velho, ou tem uma doença de difícil tratamento, ou a gata teve uma ninhada indesejada ou tem alguma deficiência, ou sei lá qual a outra desculpa esfarrapada, isso não é eutanásia. É crime. É assassinato!
O veterinário que faz isso devia ter o seu registro cassado, pois não passa de um matador de aluguel. E o dono do animal em questão devia ser preso. Aliás, dono e veterinário. Um é o assassino e o outro o mandante do crime.
Portanto se você ouvir alguém repetindo essa bobagem por aí, esclareça. Explique a diferença, às vezes a pessoa só está repetindo alguma coisa que ouviu sem maldade. Mas nunca compactue com isso, é um crime, sem perdão. Pegar um animal e levar até uma clínica e pagar por uma injeção letal sem necessidade, só por ser o caminha mais fácil de se livrar de um problema. Me desculpe, é feio, é baixo, é criminoso.
Pronto falei!

9 comentários:

Patrícia disse...

Concordo totalmente! O compromisso de cuidar de um animalzinho é até o final da vida dele! Não podemos simplesmente "nos cansar" e resolver assassiná-los!
As clínicas veterinárias que compactuam com isso também são uns açougues! Temos que denunciar os veterinários que fazem isso também!
Vamos fazer a nossa parte!

Anônimo disse...

Você está coberta de razão! Essa palavra também me irrita. O velho sacrificar virou eutanasiar e assim, disfarçado, parece um ato de misericórdia, quando na verdade é isso mesmo que vc disse: assassinato.

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Stela, concordo com você. Animal são pessoas capazes de descartar seu Amigo peludo, apenas porque ficou velho ou doente. Triste... Beijos, fiquem com Deus.

Prosopopéias Cintilantes disse...

Eu realmente estava aborrecida quando escrevi esse texto! depois que comecei com o blog comecei a receber váriso e-mails de pessoas interessadas em ajudar animais, alguns de protetoras e outros só de simpatizantes. Também comecei a ler mais sobre abandono e maus tratos.
Mas o que começou a me deixar realmente incomodada foi receber váaaarios pedidos de ajuda que começam assim: "Vamos ajudar o fulaninho. Ele é muito bonzinho, mas a dona dele não pode mais ficar com ele, então ela resolveu que vai eutanasiar o fulaninho."
Como assim vai eutanasiar????
A pessoa enjoa do gato ou do cachorro e resolve que vai mandar matar. Aí, alguém fica com pena e faz um apelo. Tudo bem, faz o apelo, mas denuncia a criatura por maus tratos, não acoberta isso suavizando a crueldade com a palavra errada!
Stela

futura mamãe gateira disse...

Eu tb sempre cuidei dos meus animais até o fim da vida deles, e é claro que todo animal velho sofre, é uma pena que mt gente dar fim.

Blog do Zé disse...

Bom dia Stela.

Dando uma volta por aqui nesse sabado que espero seja de ócio até ir dormir !!!

Sabe que esse tema sempre me deixa em alerta mental?? Quantos casos em pessoas até próximas eu acompanhei e discuti em alguns...

Bom xereta como eu sou fui dar uma olhada por ai no São Gugou digitei lá "eutanasia animal". Acabei de ler umas dez entradas. Em lugar nenhum li alguma coisa como essa horripilante idéia de praticar a eutanasia por que o bicho me incomoda !!! A prática existe é claro mas deve ser cercada dos cuidados todos que se dispensa a um ser humano. Tanto nos aspectos técnicos, executá-la sem dor como nos aspectos éticos e humanísticos: ou seja: ela realmente é precisa. E é passível de punição perante a lei.

Por outro lado, acho que é uma pesquisa nos EUA, o procedimento já representa 3% do movimento das clínicas veterinárias.

Daqui a pouco....

Beijo, nos vemos de noite !!!

Prosopopéias Cintilantes disse...

Zé, querido, esses casos são muito mais corriqueiros do que você imagina! Por causa do blog me "descobriram" e eu recebo apelos de protetoras e simpatizantes da causa animal diariamente, muitos mesmo! E não é raro um pedido de ajuda como o que eu contei no cometário.
É triste, mas é verdade.
Bjs
Stels

Repositório disse...

Nossa... chegou a me dar um aperto no coração. Se fosse por isso o Jimi não estaria mais entre nós. Ele tem treze anos e já está quase senil, tadinho. Jamais passou-se pela cabeça eutanasiá-lo por isso. Já pensou se o mesmo fosse feito para os milhares de idosos humanos do mundo???
Aff! Fico doente com isso.
Um beijo Stela.

Mara disse...

Será que se esse Sr, daqui a um tempo, sofrer de alguma doença, tipo mal de Parkinson onde ele provavelmente também urinará fora do vaso, pedirá pra ser eutanasiado??? Ai, eu sou meio radical com pessoas sem noção e que acham que podem mais que Deus.. que não tem amor à vida, nem de um companheiro que durante tda sua vida foi fiel, que com certeza gostava de ficar perto de seus tutores (ou carrascos, sei lá agora..).. a humanidade está infelizmente regredindo.. ou estacionou lá na época medieval e ninguém percebeu mesmo... LAMENTÁVEL...