sexta-feira, 8 de março de 2013

Atualizando: notícias (boas!) do Mel

Ele foi operado na terça-feira, dia 15 de janeiro. Voltou para casa bem, saiu da caixinha e foi direto comer. Parecia bem disposto. Mas foi uma noite longa. Ele não dormiu, nem eu.
Às seis da manhã ele abaixou a cabeça e se acomodou pela primeira vez. Foi só um cochilo, logo ele acordou. Apesar do cansaço , tudo parecia bem, estava bebendo água, usando a caixinha e comendo.










Até que na sexta-feira ele começou a ficar estranho, não queria comer. Eu achei que era dor, mas no sábado levei na clínica. A médica fez soro subcutâneo e exame de sangue, disse que ligaria para dar o resultado. Mas eu estava agoniada. Comecei a achar que ele estava ficando gelado.
Então ela ligou. Quase meia-noite me mandando in correndo para a clínica para interná-lo. A situação era urgente, crítica. Ele estava com 11,1 de creatinina, quando máximo é 1,8!!!
Fui correndo, apavorada. Fiquei com o coração partido de deixá-lo lá. Ele ficou arrasado e eu também. Na frente dele falei que tudo ia dar certo, mas voltei para casa aos prantos!
Voltei no dia seguinte para as visitas das 9h, das 17h e das 21h. na primeira visita ele estava com essa carinha triste, mas ficou feliz de me ver. 
 Na visita da tarde ele veio me abraçar e ficou pedindo para ir embora. Quando me despedi dele e disse que ele ia ficar, ele se escondeu no fundo da gaiolinha. Sai de lá em frangalhos. Voltei á noite e levei um susto. ele estava estranho, encolhido no fundo, nem veio falar comigo. Chamei e ele virou a cabeça. desci correndo para perguntar o que aconteceu, achei que ele tivesse piorado. Aí me contaram que ele virou leão e mordeu a veterinária, que foi a maior confusão. Voltei lá e falei " já sei o que aconteceu, não precisa se preocupar, que eu não vou brigar com você". ele veio. Esfregou a cabecinha no meu peito. Fiquei o tempo todo da visita conversando com ele, acalmando e ele dormiu ganhando carinho. Dormiu mesmo sono pesado.
No dia seguinte era dia de repetir o exame de sangue Fui nas três visitas. pedi para ele comer tudo e ficar bem forte para poder sair logo dali e voltar para casa. Ele já estava comendo ração e sachê renal, estava com uma carinha melhor. Mas o sangue ainda dizia que ele precisava ficar lá. A creatinina baixou para 6.6, uma queda boa, mas ainda precisava continuar no soro.

Eeu fui na terça-feira e disse que ele ainda precisava ficar mais um pouco. Nessa altura ele já estava irritado e ficando até agressivo com os veterinário
Olha a cara de decepção!!
No dia seguinte deram alta para ele, mas voltei com ele todos os dias para fazer soro até o dia 29/01, quando refizemos o exame de sangue. A creatinina baixou para 3,2.

Assim que chegou em casa!
Ele ficou tão feliz! Correu a casa toda! Nem parecia o mesmo! Que felicidade , minha e dele!

Depois que ele voltou para casa se recusou a comer qualquer outra coisa que não fosse carne moída.  Apesar de não ser bom, era melhor que arrumar uma lipidose, então ele comeu carne e a ureia subiu muito. mas era importante mantê-lo alimentado.

Ele estava fazendo soro dia sim e outro não. Eu viajei no dia 31 de janeiro e voltei no dia 7 de fevereiro. nesse período a Kika veio aqui fazer soro nele. Voltei e continuei o tratamento. Na quarta-feira de cinzas novo exame de sangue e a creatinina tinha subido de novo para 5. Foi então que eu cortei a carne e dessa vez ele aceitou o sachê renal da Royal. e comia tudinho!
Raspei o meu pratinho!
E ele começou a engordar. Todo dia que ia na clínica para o soro eu pesava.
Bom é nesse ponto que estamos. A base da alimentação é o sachê renal, mas ele está comendo a ração premier misturada com a renal. Ele começou a pedir a ração e querer comer junto com os irmãos, então misturei as duas para ver se ele aceita. Estamos indo. Come pouca ração, mas come. Come muito sachê. Uma graça ele pedindo a comidinha dele. Também bebe água e vai na caixinha.
Ele está super esperto e disposto. Anda de muito bom humor. Brinca com os irmãos e dorme esparramado, cheio de paz e tranquilidade. e quando eu vejo ele assim, meu coração canta feliz!!

12 comentários:

Milene disse...

Que felicidade! É um alívio para o coração quando os vemos dispostos, brincalhões e com apetite. Fico imensamente contente com a recuperação do Mel.
Bjs

Anônimo disse...

Ufa, que alívio!
Tenho uma gatinha, já uma senhora, a caminho dos 15 anitos, que também teve/tem suspeita de ser renal. Comeu ração renal e, agora, come ração normal com baixa proteína (no máximo 11%) e toma todos os dias um comprimido (Nelio) de que gosta muito. Chegando a hora do medicamento, chamo-a e digo-lhe que é hora do rebuçado. Nem preciso de lho meter na boca. Ponho-o na palma da minha mão e ela come-o, como se fosse um grão de ração. Desejo que com o Mel e daqui em diante tudo decorra pelo melhor, porque nós não aguentamos tanto sobressalto.
Afofe-o, por mim.
Beijinhos.
Margarida - Portugal

Gabi disse...

Que o Mel melhore a olhos vistos sem mais piorar. Boa sorte para vcs e que nunca mais tome um susto assim!

Carinhos para todos!

Joaninha Bacana disse...

Que bom que ele tá melhorando! Vou ficar torcendo para que continue assim!
Beijocas, Angie

Claudia Goulart disse...

Que angústia no ínício do post e que alívio no final. ufa!
Ele sempre precisou da sua atenção e cuidados,não?
E que bom que o Mel sempre teve isso e muito mais: AMOR E DEDICAÇÃO.
Um abraço beemmmm apertado em vocês!

Maira disse...

Oi amiga, como é difícil ter um filho dodói, eu já passei por isso e sei que é angustiante. Mas fico muito feliz de saber que ele está melhorando, ele é um gatinho muito bonzinho. Espero que melhore cada vez mais e fique bom logo!
bjs.

Prosopopéias Cintilantes disse...

Pessoal, obrigada pelas mensagens. Eu e Mel ficamos muito felizes de saber que mesmo tanto tempo sem postar ainda tem gente que vem aqui e fica feliz com as nossas pequenas conquistas!
Um abraço bem grande!

Karina disse...

As fotos dizem tudo. As primeiras mostravam o quanto Mel estava debilitado e tristinho, mas as últimas me deixaram feliz de vê-lo se recuperando. Espero de coração que ele continue melhorando cada vez mais. Fofura!
Beijos

Marilia disse...

A gente fica mortificado quando eles adoecem.
Eu sei bem o que é isso.
Que bom que ele está bem.
Estou aqui torcendo muito para que ele fique cada vez melhor.
Um abraço apertado!

Suzana Tamassia disse...

Que bom que o Mel está melhor Stela! Nossa Senhora, que desespero e angústia vc deve ter passado...Ele vai sair dessa, vc vai ver. Tem uma mãe carinhosa e cuidadosa que o ama.
bjos

Ana Oliveira disse...

Filho doente nos deixa sem chão, mas logo ele fica lindão e forte. São Chhiquinho vai protege-lo. Bjs

Anônimo disse...

Que curioso: eu também tenho um gato amarelo, peludão, chamado Mel Gibson!!! Batizei-o com este nome porque quando o resgatei em 2008 do jardim da minha amiga, ele havia sido abandonado pela mãe e irmãos por ter os olhinhos colados por uma infecção. E nós achávamos que se tratava de uma fêmea! Quando a veterinária disse que era um macho, depois de dias chamando-o de Mel, só o Gibson seria adequado! rsrsrsrs Boa sorte com o seu Mel, vejo que ele é muito amado. O meu Mel é o meu bebê, ele me morde porque brincamos muito de luta mas não consegue dormir se não dorme comigo... Gatos de sorte, aliás, nós é que temos muita,muita sorte, não?
Cris* =^..^=