segunda-feira, 12 de outubro de 2009

E a convivência, como fica?

Bom, de uma hora para a outra a população felina daqui de casa cresceu muito! De três meninos, passei a ter uma gatinha amamentando, quatro filhotes muito pequenos e um gato tímido e gripado.
Para o Vincent eu já estava me preparando, afinal de contas foi por causa dele que eu conheci a Kika e acabei me tornando voluntária no Quatro Patinhas e lar temporário. Sabia que ele era um gato muito tímido, que se relaciona bem com outros gatos, mas tem dificuldade com humanos. Eu tinha certeza que o caminho seria longo para conquistar a confiança dele, mas tinha certeza que o meu amor ia mostrar a ele que ele podia confiar e me deixar amá-lo.
O início foi mais fácil do que eu imaginava. Ele vinha me receber no quarto quando eu entrava, deitava no meu colo, pedia carinho e até posava para as minhas fotos!
Mas como ele estava com otite, tive que colocar remédio nos ouvidos. Também dei vermífugo, remédio para alergia... e com isso virei a bruxa má do oeste. Agora só consigo fazer carinho nele dentro da caixa de transporte, que ele elegeu como seu lugar perferido.
A Gigi adora ele e eles estão sempre dormindo lá dentro. Às vezes o Léo também vai, mas a Gigi é certo!
Nina e Lola foram adotadas juntas...
... Gigi e Léo também estão esperando um lar onde possam continuar as brincadeiras juntos.
Enquanto isso resolvi deixar todos se conhecerem e brincar juntos. Os filhotes não se esquentam com nada. O problem a é com os maiores. Aproveitei o finak de semana em casa para fazer as apresentações e surpevisionar a convivência.
O Fred ficou com cara de poucos amigos.
O Frank não pode perder a pose e também ficou com cara de mau.
Camille aproveitou para conhecer a casa.
Aproveitou um descuido do Fred e ficou na janela com ele.
E o Henri depois de correr e brincar muito foi tirar um cochilo.
Como ele não se esquenta com nada e está sempre de bom humor, achou um pouco chato esse negócio de " sai prá lá que essa casa é minha", aí foi dormir mais um pouco.
E o Vincent?
Ah, o Vincent já deu uma circulada pela casa, deitou na janela, está descobrindo a casa. Consegui pegá-lo no colo duas vezes no feriado todo. Ainda não consegui fotografá-lo, mas acho que aos poucos eles vai se acostumar comigo, com a casa e com os irmãos.
Não tenho pressa. A gente tem tempo, o resto da vida!

3 comentários:

Gisa disse...

Quantos gatos e imagens lindas! Estive lendo teus últimos posts e admirando as belezuras. Só não entendo porque acham as escaminhas feias! Eu nunca conheci nenhuma pessoalmente, mas todas as que vi nos blogs e sites são tão fofinhas e, geralmente, têm um temperamento muito amoroso. Beijos

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Só tenho uma palavra... Lindos! Beijos

Gata Lili disse...

O vincent é um gato! Literalmente... eheheheh. Logo, ele vai voltar ao normal com você! miaaauuu...