quinta-feira, 1 de julho de 2010

De volta!


Estava viajando e voltei morrendo de saudades de toda a minha turma!
Deixei a Nádia cuidando deles e um esquema para quaqluer emergência, que graças a Deus não foi usado.
Durante os 9 dias que estive fora eles ficaram bem e fizeram bastante bagunça . Quando cheguei fui recebida com com desconfiança pelo Vincent, com alegria pelo Fred, Henri, Camille e Frank e com euforia pelo Mel e pela Brigitte.
O Mel veio logo se oferecendo para ganhar colo, coisa inédita! Depois esfregou a cabecinha em mim e ficou curtindo o carinho. Brigitte quase não acreditou quando me viu, não queria mais que eu saísse de perto dela e está assim até agora. Só quer saber de ficar no colo, completamente agarrada comigo. Se eu a coloco no chão ela grita!
Eu senti muito a falta deles!
Durante o tempo que estive fora vi vários gatinhos e aí mesmo que a saudade apertava.
Muitos gatinhos de rua, sem cuidado algum e então eu pensava nos meus e sabia que eles estavam seguros, protegidos, bem alimentados, cuidados e muito amados. A cada gatinho de rua que eu vi no Maranhão, lembrei ainda mais dos meus e tive a certeza de fazer a coisa certa em cada adoção, resgate, lar temporário.

3 comentários:

Theodoro disse...

Os teu gatinhos também tiveram muitas saudades quando estiveste ausente, tenho a certeza. Isso confirma-se pelas reacções quando chegaste. :)
É de facto uma tritesa imensa ver tantos animais abandonados.
Vamos lutanto cada um para que isso um dia não aconteça.
Bom fim de semana

Blog do Zé disse...

Voce sabe que eu tenho certeza que eles ficam numa boa quando voce viaja !!!!

Amor e Miados disse...

vc esteja no maranhão? :) é a minha terra e a do arthur hehehe
o que achou?

sei como se sente, recentemente fui a joão pessoa e meu coração se apertava todas as vezes em que via os animais abandonados na UFPB. o que mais me deixou chateada é que lá há um curso de veterinaria muito bem falado e eles não tem nenhum programa de controle populacional ou cuidados para os animais de lá, uma tristeza :(
a cada gatinho que vejo nas ruas, sempre agradeço a deus pelos que eu pude ajudar e pelo arthur, seguro e amado em nossa casa
abraços!