quinta-feira, 3 de abril de 2014

A nova Brigitte



Brigitte sempre foi um grude comigo. Foi amor à primeira vista!
Eu falava que ela tinha três modos: grude, velcro e superbonder! Era colo o dia todo, carinho sempre. Só dormia comigo, sempre abraçada. Se eu me virasse à noite, ela reclamava e me abraçava de novo. Um grude! Carência total! Sempre!

No ano passado ela começou a ficar muito carente, estressada. Arrancou todos os pelos da barriga, parte interna das perninhas, do rabo e já estava começando a arrancar os pelos da parte perto do pescoço. 
Alguma coisa a estava incomodando, e muito! Mas eu não sabia o que era. Começamos a tratar com floral e homeopatia, mas apesar de melhorar um pouco, não chegou a resolver.
Em setembro eu resgatei a Madeleine e logo depois nasceram os filhotes. Quando eles começaram a ficar dentro de casa a Brigitte ficou péssima. Sentiu ciúmes e fez os maiores fuzz para eles. Logo ela tão boazinha, tão carinhosa.
No dia 20 de novembro, a Brigitte fez algo inacreditável, abraçou a Violeta e começou a lamber, abraçar e a partir daí, tudo mudou!



 Viraram grude total! São inseparáveis! Dormem juntas, brincam o tempo todo, estão sempre juntas!
A Brigitte mudou comigo. Continua carinhosa comigo, me amando do mesmo jeito, pede colo, carinho, mas ela virou gata. Isso mesmo, antes ela não era gata, era gente rsrsrs. Mas ela ficava comigo, o tempo todo comigo. Apesar de ser carinhosa e gentil com os irmãos, mas não entrava na bagunça, nem na correria. Agora ela é gata. Brinca muito! Corre, faz bagunça, brinca de lutinha, anda com um brinquedo na boca, coisa que nunca tinha feito.
 A Violeta vive atrás dela e até mama na Brigitte! Ficaram grudadas, totalmente grude! A Violeta é muito medrosa, só a Brigitte acalma. Se eu pergunto para ela, "Bibi cadê a Vivi?"  E ela vai atrás da Violeta e voltam as duas juntas. É muito bonitinho!
 E o melhor de tudo, barriguinha toda peludinha de novo. Nada de stress! 

Um comentário:

Ana Oliveira disse...

Stella que lindas, parabéns pela filhotas e pelas fotos, um encanto.